APCD Mogi das Cruzes alerta para câncer bucal

No mês dedicado à luta contra o câncer bucal no Estado de São Paulo, conhecido como Maio Vermelho, a Regional Mogi das Cruzes da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD) faz um alerta sobre a doença, que registra 15 mil novos casos por ano e é desconhecida de grande parte da população. A prevenção e o diagnóstico precoce são as principais armas contra o câncer de boca e neste período de pandemia se faz ainda mais necessária a avaliação periódica no dentista.

O Brasil é o terceiro país em incidência do câncer bucal, que pode se manifestar na língua, lábios, bochechas, gengivas e céu da boca, entre outras regiões da cavidade oral. Fatores como alcoolismo e tabagismo estão entre as principais causas dos tumores na boca, mas focos de infecção, como cáries e falta de limpeza, também podem desencadear lesões malignas.

O presidente da APCD Mogi das Cruzes, Paulo Henrique Marques de Oliveira, alerta que infelizmente a maior parte dos casos de câncer bucal são identificados já em estágio avançado e isso se dá principalmente pela falta de hábito de consultas periódicas ao dentista.

“A maioria das pessoas ainda só vai ao dentista em caso de dor ou comprometimento estético, enquanto a saúde bucal vai muito além disso e interfere em todo o organismo. Assim como no médico, a ida ao dentista deve ocorrer pelo menos duas vezes ao ano e é fundamental para prevenir o câncer bucal e outras doenças”, explica.

A direção da APCD Mogi das Cruzes reforça o alerta ainda da importância da saúde bucal neste período de pandemia da Covid-19. Isso porque as pessoas que enfrentaram a doença sentem os sintomas por muitos meses depois de serem curadas. E alguns deles passam pela saúde bucal, como a perda de paladar e até mesmo a perda de dentes, que pode estar associada com a Covid.

Ainda não há evidências rigorosas de que a infecção possa levar à perda de dentes ou problemas relacionados, mas já existem relatos de pessoas que sofreram com esse sintoma. E especialistas também falam sobre um possível comprometimento nas gengivas.

Além disso, problemas dentários já existentes podem ser agravados pela Covid-19. Outros sintomas relacionados aos dentes são o escurecimento com uma cor acinzentada, dentes lascados ou ainda com sensibilidade.

“É preciso redobrar os cuidados, especialmente porque mais de 47% dos adultos com mais de 30 anos têm alguma forma de doença periodontal. Por isso, siga todos os cuidados preventivos da Covid-19 e cuide da saúde bucal”, conclui o presidente da APCD Mogi das Cruzes.

Fonte: https://odiariodemogi.net.br/cidades/apcd-mogi-das-cruzes-alerta-para-c%C3%A2ncer-bucal-1.15889